PM desarticula quadrilha de assaltantes

BANDO ATUAVA EM NIQUELÂNDIA, GOIANÉSIA, BARRO ALTO E VILA PROPÍCIO

Os presos são acusados de integrarem uma quadrilha especializada em roubos, incluindo assaltos a bancos, que atuava em Niquelândia, Goianésia, Vila Propício e Barro Alto. A quadrilha foi pega no Assentamento Dandara, no município de Vila Propício-Goiás.

As buscas pelos criminosos começaram depois que os policiais receberem informações do Serviço de Inteligência da Polícia Militar de que integrantes de uma quadrilha especializada em roubos se reunia em uma casa do assentamento para planejar suas ações e também para buscar novos integrantes para o bando.  O último a ser recrutado foi José Leandro Simplício, que estava em liberdade provisória há poucos dias, após cumprir pena em regime fechado no presídio de Uruaçu.

Além de José Leandro também foram presos, Sidney Modesto de Faria, que comandava a quadrilha e outros dois integrantes identificados apenas como Alair e Cleber Henrique. Cleber chegou a fugir do cerco dos policiais, mas depois se apresentou espontaneamente à Delegacia de Polícia Civil de Goianésia.  

As prisões foram feitas durante operação conjunta do GPT (Grupo de Patrulhamento Tático) do 14º Batalhão da Polícia Militar, que reuniu policiais de Uruaçu e Niquelândia, em parceria com homens da Segunda Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar (Ambiental).

Além das prisões também houve apreensões de armas, munições, drogas e outros objetos.

Itens apreendidos:

– 01 PT 838;
– 02 Carregadores PT 838;
– 01 Espingarda;
– 01 Coldre;
– 32 Munições calibre .380;
– 63 Munições calibre 20;
– 21 Munições calibre 20 deflagradas;
– 03 Munições calibre .556 deflagradas;
– 01 Munição calibre .38 deflagrada;
– 183 Espoletas;
– 03 Frascos contendo chumbo;
– 06 Frascos contendo pólvora;
– 01 Algema;
– 01 Soco inglês;
– 02 motor serras;
– 01 Celular;
– 01 Televisão;
– 01 Vídeo game;
– 02 Máquinas fotográficas;
– 01 Tripé para máquinas fotográficas;
– 01 Balança de precisão;
– 200 gramas de maconha.