Travesti encontrado morto em Uruaçu

CADÁVER ESTAVA SEMINU E COM MARCA DE PERFURAÇÃO NO ROSTO    

Vítima foi encontrada com marcas de perfuração

O corpo de Nataniel Avelino da Cruz, 27 anos, foi encontrado na manhã de hoje por volta das 6h35m, em frente a empresa Vipal Pneus, setor Sul I, em Uruaçu.

A Polícia Militar informou que após receber o comunicado do crime foi até o local onde encontrou a vítima caída no chão, já sem vida. A PM informou ainda que o rapaz tinha marca de perfuração na face e estava seminu.

O Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu foi acionado e depois de fazer a perícia no local do crime, removeu o cadáver para identificação e outros procedimentos legais.

A agente de Polícia Civil, Geuciani Aparecida da Silva, que trabalha no IML de Uruaçu, disse que um identificador da Polícia Técnico Científica de Goianésia foi acionado para fazer a coleta das digitais no corpo.

A Polícia Civil de Uruaçu está investigando o crime.

Assalto a família de Mara Rosa termina em tiroteio

Ontem por volta das 7h da noite, Geovane Rosa Rodrigues foi ao 3º Pelotão de Mara Rosa pedir ajuda. Ele relatou aos PMs que um roubo estava em andamento na residência de seu sogro, Mizael Ferreira Pires. Geovane contou que ao chegar próximo à casa do sogro, sua esposa Leydiane Karine Antunes o gritou, mas foi arrastada com violência pelos bandidos para dentro da residência.

A PM foi para o local, onde constatou o crime. Três bandidos invadiram a residência portando armas de fogo e ameaçaram a família para roubar aparelho celular, joias, dinheiro e perfumes, além do carro utilizado na fuga. Os ladrões fugiram antes da chegada da polícia, provavelmente porque deduziram que os PMs seriam acionados por Geovane.

Apesar da violência dos ladrões, a família não ficou ferida.

Perseguição acaba em tiroteio

Durante patrulhamento em busca dos ladrões, os policiais militares acabaram avistando o veículo roubado próximo ao posto Bela Vista (KM 300), às margens da BR-153. Os PMs deram ordem de parada, mas foram confrontados. O bando foi em direção à viatura pela contramão da pista, acionando luz alta do farol e efetuando tiros em direção aos policias, que tiveram que revidar.  Quase 30 disparos foram efetuados pelos PMs, e mesmo com um de seus integrantes aparentemente ferido, a quadrilha abandonou o veículo roubado e conseguiu fugir se embrenhando em uma lavoura de soja.


Vídeo de câmera de segurança mostra assaltantes caminhando em rua próxima a residência assaltada, em Mara Rosa. Eles estariam fazendo uma espécie de “reconhecimento da área”

h

Até o fechamento desta matéria, nenhum integrante do bando havia sido preso.

Casal assassinado com 12 tiros em Uruaçu

UMA DAS VÍTIMAS TINHA APENAS 14 ANOS DE IDADE

O assassinato de Fernando Henrique Pereira da Silva, que não teve a idade divulgada pela polícia, e de Taynara Morais Brito, que tinha apenas 14 anos, aconteceu por volta das 10:40h da noite de sábado, no setor Vale do Sol, em Uruaçu. Uma ligação anônima ao telefone de emergência da Polícia Militar (190), informou que vários disparos de arma de fogo foram ouvidos por moradores do bairro.

Ao receber a denúncia, A PM direcionou para o local, todas as viaturas em serviço naquela noite. Ao chegarem ao quilômetro cinco, da GO-237, setor Vale do Sol, os policiais se depararam com um grande número de pessoas em volta de um corsa branco, de placas MVN 6413. Dentro do veículo, no banco do motorista, estava o corpo de Fernando Henrique Silva, que foi atingido com nove tiros. O corpo da menor Taynara Brito, morta com três tiros, estava caído no chão, ao lado da porta de passageiros do carro. O casal morreu antes da chegada do socorro.

Sem pistas

De acordo com a Polícia Militar, ninguém no local deu pistas sobre a autoria do crime. “Algumas pessoas afirmaram apenas que ouviram o barulho de uma moto arrancando, logo depois dos disparos”, relatou a ocorrência da PM.

Ainda de acordo com informações da Polícia Militar, Fernando Henrique Pereira da Silva, conhecido como Fernandinho, tinha passagens pela polícia por crimes como tráfico de drogas e roubo a posto de gasolina.

Goiás tem barragens que podem representar riscos

FORÇA TAREFA FOI CRIADA PARA MONITORAR SEGURANÇA DESSES EMPREENDIMENTOS. NOVE MIL JÁ FORAM IDENTIFICADOS NO ESTADO. MUITOS SÃO CLANDESTINOS

Barragem de-Crixás-foto-Secima

A iniciativa tomada após a tragédia de Brumadinho, Minas Gerais, faz parte do Plano de Ação para o Controle de Segurança de Barragens (PACSB) anunciado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente.  Cerca de nove mil barragens já foram identificadas por imagem de satélites em Goiás e serão mapeadas pela força tarefa do PACSB. Participam das ações, Secretaria de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Instituto Mauro Borges e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO).

“Ainda vamos elaborar que ações serão tomadas. Vamos treinar essa força-tarefa e montar uma sala de situação para fazer todo cadastro e análise dos documentos apresentados pelos empreendimentos”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Andréa Vulcanis. A secretária afirmou ainda que o Estado não tem cadastro de suas barragens e nunca elaborou um projeto de fiscalização desse tipo de empreendimento.

O Ministério Público (MP) foi representado pelo promotor de justiça, Delson Leone. Segundo o representante do MP, esse momento pede uma análise sobre a situação das barragens no Estado. “Temos milhares de barragens clandestinas. Não devemos fazer uma caça às bruxas, mas precisamos de uma reflexão sobre onde queremos chegar. Precisamos de um planejamento estratégico”, afirmou.

O presidente da Câmara de Mineração da Fieg e gerente regional de Relações Externas da Mineração Maracá, Wilson Borges destacou a necessidade de se tomar medidas cautelosas para que não se instale pânico entre a população. “Tenho certeza que não vamos ter um acidente como o de Brumadinho aqui em Goiás. As empresas trabalham com seriedade e todas estão dispostas em ajudar nesse processo”, afirmou.

O representante do Conselho Regional de Engenharia e de Agronomia de Goiás (Crea-Go), Ricardo Ferreira apontou para a falta de profissionais técnicos, tanto nos órgãos responsáveis pelos licenciamentos das mineradoras, como nas próprias empresas responsáveis pelas barragens. Ele afirmou que o Crea irá monitorar o problema. “Vamos cobrar que existam técnicos para cada área, presentes no dia a dia dos empreendimentos. Muitas vezes, as empresas têm os profissionais, mas eles moram em outros estados”, afirmou.

Mineradoras representadas no encontro defenderam as condições de segurança de suas barragens. “Nossa barragem em Crixás tem inspeções semanais, com monitoramento de níveis de água e pressão”, garantiu Diogo Costa, gerente de operações da mineradora AngloGold Ashanti.

Leia mais sobre o assunto:http://seguranca-de-barragem-e-discutida-em-alto-horizonte

Segurança de barragem é discutida em Alto Horizonte

A SEGURANÇA DA BARRAGEM DE REJEITOS VIROU ALVO DE DISCUSSÕES EM ALTO HORIZONTE DEPOIS DA TRAGÉDIA EM BRUMADINHO. MINERAÇÃO MARACÁ GARANTE QUE A BARRAGEM NÃO OFERECE RISCOS

Reportagem: Sybelle Angela

Alto Horizonte começou a temer o rompimento da barragem de rejeitos da Mineração Maracá ao acompanhar a tragédia de Brumadinho, a segunda barragem da mineradora Vale a se romper em três anos, provocando mortes e danos ambientais irreparáveis.

O temor de que algo semelhante possa acontecer em Alto Horizonte, levou Ministério Público, Prefeitura e Câmara Municipal a solicitarem da mineradora, explicações técnicas e documentos que possam garantir a segurança da barragem de rejeitos, da mina Chapada, que fica em uma área bem próxima a cidade.

As explicações técnicas sobre o nível de segurança da barragem foram dadas por funcionários da mineradora, especialistas no assunto. O encontro dos profissionais da mineração, com representes do Ministério Público e dos poderes Executivo e Legislativo aconteceu na Câmara Municipal. Também participaram, estudantes do curso de Mineração, habitantes de áreas rurais próximas a mina e moradores da cidade.

Barragem de Alto Horizonte tem estrutura diferente das de Brumadinho e de Mariana 

O nível de segurança oferecido pela mineradora em relação a barragem de rejeitos foi amplamente discutido na reunião. Um dos pontos mais destacados foi a diferença dos métodos construtivos das barragens de rejeitos da Vale que se romperam em relação a barragem da mina Chapada. Engenheiros da Mineração Maracá explicaram que o método construtivo “a montante”, o mesmo utilizado pela Vale nas barragens que se romperam, Fundão (Mariana) e Córrego do Feijão (Brumadinho), utiliza o próprio rejeito para formar a estrutura da barragem. “Nesse método você vai construir o maciço em cima de um material que você vai ter pouco, ou nenhum controle de compactação e de umidade, e esses são parâmetros extremamente importantes para a estabilidade da barragem”, explicou o gerente regional de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Comunidades da mineradora, Guilherme Araújo. De acordo com ele, este é o método construtivo mais barato, porém o menos seguro.

O método construtivo de barragem de rejeitos utilizado pela Mineração Maracá é o “de linha de centro”. “Nesse método, a parede da barragem é construída com material grosseiro e eu tenho todos os controles de compactação e de umidade, além de testes de liquefação”, explicou Guilherme Araújo. (A reportagem continua abaixo do vídeo)


VEJA NO VÍDEO, EXPLICAÇÃO DETALHADA SOBRE TIPOS DE BARRAGENS

Guilherme Araújo destacou ainda os controles implementados pela mineradora para garantir a segurança da barragem. “Temos um sistema robusto de gestão da nossa barragem, que minimizam qualquer risco de rompimento”, garantiu.

Sobre a classificação de risco da barragem, o gerente desmentiu boatos que circularam em redes sociais. De acordo com ele, ao contrário do que afirmaram os boatos, a classificação de risco da barragem de rejeitos da mineradora é baixo.

As categorias de risco das barragens de rejeitos seguem normas regidas por portaria do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), subordinado a Agência Nacional de Mineração (ANM). A classificação é feita a partir da análise de uma série de quesitos técnicos, de controles operacionais e do plano de atendimento de emergência. Por meio destas análises, a classificação de risco de uma barragem de rejeitos pode ser alta, média ou baixa. A barragem da mina Chapada foi classificada com baixo potencial de risco, porém com alto potencial de danos. Isso porque os rejeitos da barragem são bem mais sólidos e volumosos e um acidente poderia causar danos ambientais maiores e risco a vida em altas proporções.    

Simulados preparam funcionários e vizinhos da barragem para situações de emergência

Embora garanta que a barragem é segura, a mineradora afirma que cumpre todos os protocolos legais de segurança, como a realização de simulados. As simulações de acidentes envolvendo a barragem, servem para treinar funcionários da Maracá e vizinhos da mina a adotarem procedimentos corretos em situações de emergência.

Ainda seguindo o protocolo de segurança, a Maracá anunciou investimentos de mais de R$ 3 milhões na compra de novos equipamentos. O gerente geral da mineradora, Daniel Daher explicou que esses recursos foram aplicados na aquisição de sirenes de longo alcance, que servem para emitir alertas emergenciais aos funcionários e vizinhos da mina, além de outros equipamentos que vão garantir ainda mais precisão no monitoramento da barragem. De acordo com Daher, todos serão instalados até o final desse ano.

Daniel Daher destacou a importância da reunião e disse que ser transparente com a comunidade é uma preocupação muito grande da mineradora. Ele também anunciou a volta do programa “Portas Abertas”, que terá duração de três semanas. “Vamos organizar excursões e mostraremos a comunidade, especialmente aos vizinhos que estão a jusante da barragem como é feito todo o nosso controle de segurança, para que eles tenham mais tranquilidade. Nesse momento de desconfiança no País, queremos que a transparência da Maracá seja ainda maior”, afirmou Daher.



VEJA NO VÍDEO, DANIEL DAHER FALA SOBRE O “PORTAS ABERTAS”

Ministério público fará fiscalização preventiva

Em entrevista ao Correio Popular, a promotora de justiça de Alto Horizonte, Ana Luísa Monteiro Sousa, também presente à reunião explicou que o Ministério Público instaurou processo administrativo, com o objetivo de verificar se a documentação da mineradora atende as exigências legais e também se a fiscalização por parte dos órgãos competentes está em dia.

Sobre os resultados da reunião, a promotora avaliou como positivos. “Eu acho que foi muito importante esta ação. Foi um contato inicial com a população, um esclarecimento nesse momento de grande comoção, mas de qualquer forma o Ministério Público vai aprofundar na questão” disse.

VEJA NO VÍDEO, PROMOTORA DE JUSTIÇA DESTACA PAPEL FISCALIZADOR DO MP

Prefeito e vereadores querem garantias de segurança

O prefeito de Alto Horizonte, Luiz Borges da Cruz (cabo Borges), disse que o objetivo de convocar a reunião foi o de tomar medidas preventivas em relação a segurança da barragem de rejeitos da Maracá. “Por mais segurança que há, sabemos que nunca é demais, porque acidente é algo que não está previsto para acontecer, se não, não seria acidente. Reuniões como esta servem para a gente se prevenir, se conectar e para despertar o sentimento da necessidade de segurança em todos nós e também em todas as equipes da mineradora”, destacou o prefeito.

VEJA NO VÍDEO: BORGES DESTACA IMPORTÂNCIA DA MINERADORA, MAS RESSALTA MEDO

O presidente da Câmara Municipal de Alto Horizonte, Edmar Ramos disse que a barragem de rejeitos da Maracá passou a ser uma preocupação de todos em Alto Horizonte. Segundo ele, é dever do legislativo buscar informações que possam assegurar que as tragédias de Mariana e Brumadinho não se repitam.

Já o presidente da Comissão Permanente do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Alto Horizonte, vereador Waltemy Gomides, disse que encaminhou a Mineração Maracá, ofício que solicita dados que possam comprovar a segurança da barragem de rejeitos para que possam ser assegurados o bem-estar da comunidade e da preservação do Meio Ambiente. O vereador também garantiu que a comissão está sempre vigilante, no sentido de cumprir seu principal papel de preservar os recursos naturais do município.    

VEJA NO VÍDEO, VEREADORES ENCAMINHAM OFÍCIO SOLICITANDO INFORMAÇÕES SOBRE BARRAGEM

 

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO

Brasil tem 88 barragens “a montante”https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/31/brasil-tem-88-barragens-do-tipo-a-montante-ou-desconhecido-metade-com-alto-potencial-de-dano-diz-agencia.ghtml

PM prende acusado de assalto a posto de combustíveis de Alto Horizonte

FRENTISTAS FORAM AMEAÇADOS COM UM REVÓLVER E OBRIGADOS A ENTREGAR O DINHEIRO DO CAIXA

Foto: Polícia Militar

Rogério Rodrigues de Brito foi preso em flagrante por policiais militares. De acordo com a Polícia Militar ele é um dos autores de um roubo ocorrido ontem à noite no posto de combustíveis Queijeiro, da cidade de Alto Horizonte de Goiás.

Segundo relatos de testemunhas, dois homens chegaram em uma moto Bros preta e com um revólver renderam os frentistas, que tiveram que entregar os R$ 600 que estavam no caixa do posto.

Celular e câmeras de segurança levaram polícia ao acusado

Durante a fuga, Rogério Rodrigues de Brito, apontado um dos autores do crime perdeu o celular, e foi através do aparelho telefônico e também com a ajuda de câmeras de segurança que ele acabou preso em flagrante, horas depois do roubo. Em revista à casa de Rogério foram encontrados R$ 191, dinheiro que ele confessou ser proveniente do roubo.

A prisão foi efetuada pelo tenente Valtuir e pelo subtenente Marinho. Após o exame de Corpo de Delito, o acusado foi entregue à Polícia Civil.

Alto Horizonte – 28 anos

Música, gente bonita, comida gostosa, diversão para crianças, jovens, adultos e idosos. Foi assim que a Prefeitura de Alto Horizonte de Goiás comemorou os 28 anos de emancipação do município. Boa parte da população de Alto Horizonte – mais de seis habitantes – prestigiou as comemorações.

A festa estava muito bem organizada e aconchegante, a Feira Coberta da cidade foi preparada para abrigar os shows da noite de ontem e o almoço de hoje. Os shows da véspera de aniversário reuniram Gustavo Mioto, Kadu & Kakau e o Dj Dyones Rodrigues. Hoje, além de um caprichado almoço, teve mais shows. Desta vez com artistas de Alto Horizonte e de outros municípios vizinhos.

O prefeito, Luiz Borges da Cruz chegou a Feira Coberta acompanhado do deputado estadual, Virmondes Borges Cruvinel Filho. Os dois cumprimentaram pessoas da comunidade local e pousaram para fotos. Em seguida discursaram ao lado de outras lideranças e cantaram os parabéns para Alto Horizonte.  O deputado aproveitou a ocasião festiva para anunciar emenda de sua autoria no valor de R$ 200 mil, em benefício da Saúde Pública do município.