URUAÇU PODE MAIS


Professores Marco Aurélio Silva Esteves, Abelardo Antônio Abrantes Junior e
Murilo Ribeiro Tavares lideram movimento que busca valorização e aproveitamento dos potenciais de Uruaçu


“Apesar de todo esse potencial, o que temos na atualidade é um município com graves problemas sociais”

O ano de 2013, com as manifestações simultâneas em diversas cidades do país, inaugurou um novo momento no Brasil. A população se conscientizou sobre seus direitos e passou a exigir que o poder público cumprisse seu dever adequadamente. A partir de então, houve uma reorganização das práticas políticas no país. Em Uruaçu, um grupo de pessoas altamente competentes e bem-sucedidas em suas respectivas áreas de atuação, está se formando e trabalhará consistentemente para contribuir no desenvolvimento municipal e regional, em coerência com os anseios atuais dos cidadãos. 

Com uma população de aproximadamente 40 mil habitantes, Uruaçu se consolidou como um dos municípios fundamentais para o desenvolvimento da região norte do estado de Goiás e do nosso país. Não leitor, o que foi relatado aqui não é qualquer tipo de ufanismo, abaixo serão apresentados os motivos que nos leva a compreender esse fenômeno.  

O primeiro aspecto abordado é o educacional. Uruaçu se tornou um importante centro universitário, que atende a pessoas de toda a região norte do estado goiano, bem como de estados do norte do país, como Tocantins e Pará. A cidade conta com instituições de ensino técnico e superior federais (IFG), estaduais (UEG) e particulares (FaSeM), além de dispor de uma rede de polos de ensino na modalidade a distância. Além disso, foi inaugurado recentemente o Instituto Norte Jurídico (INJ), que se notabiliza pelos cursos preparatórios para concursos e exames de classe.
Um bom exemplo da nossa relevância é que a Faculdade Serra da Mesa (FaSeM) recentemente encerrou as atividades do primeiro curso de Mestrado da região norte de Goiás, que contou com alunos, inclusive, de regiões distantes, como o Amapá. Agora, em parceria com a PUC-GO, a FaSeM está em fase de processo seletivo para o primeiro Doutorado da região, que será na área da Educação.

Falando sobre economia, a Secretaria de Economia de Goiás aferiu, em 2016, um PIB de aproximadamente 747 milhões de reais para o Município, sendo 64 milhões gerados pela agricultura e 82 milhões pela indústria municipal. Apesar da ordem de grandeza desses valores, eles ainda estão aquém do que Uruaçu pode produzir, principalmente quando comparado com o PIB de cidades do mesmo porte.  

Um dos principais fatores de incremento para a economia local, e também regional, é o setor logístico. Uruaçu já é considerado um polo de logística, contando com diversas empresas do setor, ademais, haverá um significativo incremento econômico logo que a Ferrovia Norte Sul funcionar integralmente, inclusive com a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (FICO), que beneficiará sobremaneira a região do norte goiano.  

O terceiro elemento desse cenário é o Hospital Regional e Maternidade de Uruaçu (Hemu), que contará com 283 leitos, sendo que 40 serão Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Em pleno funcionamento o hospital beneficiará mais de 1 milhão de habitantes de aproximadamente 60 municípios da redondeza, com um atendimento totalmente público pelo SUS. Para o completo funcionamento da unidade, há a previsão de um custo de 200 milhões de reais, entre equipamentos e construção. É importante ressaltar que o HEMU já está com aproximadamente 90% da obra finalizada.  

Apesar de todo esse potencial, o que temos na atualidade é um município com graves problemas sociais, econômicos e estruturais. Funcionamento deficitário do sistema de saúde municipal, elevação exponencial do número de casos de leishmaniose, inúmeros terrenos baldios com acúmulo de lixo que serve para proliferação do mosquito da dengue, grande número de desempregados e aumento da drogadição, esses são alguns dos problemas enfrentados hoje por nossa cidade.  E essa disparidade entre o potencial de desenvolvimento municipal e a realidade é o que nos motiva a trabalhar por essa região. Nós podemos mudar a história, juntos podemos mudar Uruaçu para melhor!

Marco Aurélio Silva Esteves – Professor (Faculdade Serra da Mesa) 
Abelardo Antônio Abrantes Junior – Empresário (INFOSEG) 
Murilo Ribeiro Tavares – Servidor Público e Empresário (Instituto Norte Jurídico)

Homem deixa companheira com rosto desfigurado em Uruaçu

FILHA ENCONTROU A MÃE EM ESTADO DEPLORÁVEL, HORAS DEPOIS DA AGRESSÃO BRUTAL

O próprio companheiro, Fábio Martins da Silva é o acusado de deixar a mulher com o rosto desfigurado e com hematomas por todo o corpo. Após agredir a vítima com socos e tapas, Fábio Silva também teria tentado sufocar a companheira com um travesseiro.

Segue texto da reportagem após imagens

A vítima foi encontrada pela filha, horas depois de ter sofrido a violência. Também foi a filha que, após levar a mãe para a unidade de saúde, a convenceu de ir à delegacia de polícia denunciar o crime.

O delegado de Uruaçu, Rafhael Neris Barboza disse que a mulher relatou apenas a tentativa de sufocamento provocada pelo companheiro, mas ele destacou a gravidade aparente dos ferimentos. Sobre a motivação do crime, a vítima informou à polícia que o agressor não aceita o fim do relacionamento. “Ela contou que ele foi a casa dela reatar o relacionamento de cerca de sete anos, diante da negativa, ele se exaltou e partiu para cima dela. A vítima conta que ele apenas tentou sufocá-la com um travesseiro, mas o que a gente vê das lesões, é que foi mais do que isso”, afirmou o delegado.

A família da mulher agredida disse que o casal vive um relacionamento conturbado, mas afirmou que Fábio não tem histórico de violência contra a companheira. Já autoridades policiais afirmaram que embora o acusado não tenha passagem pela polícia, ele tem histórico de agressões contra outras ex-companheiras.

Fábio Martins da Silva poderá responder pelo crime de lesão corporal qualificada e fugiu logo depois de praticar o crime. Uma medida protetiva concedida pela justiça, amparada pela Lei 11340/06 (Lei Maria da Penha), proíbe Fábio de se aproximar da companheira. O acusado pode ter a prisão preventiva decretada caso a medida seja descumprida.